MR Mineração lança aplicativo e descarta uso de papel na avaliação de colaboradores durante a pandemia

A MR Mineração lançou um aplicativo que avalia diariamente o estado de saúde dos colaboradores e terceirizados antes de iniciar os trabalhos, devido à pandemia do novo coronavírus. A ferramenta disponibilizada no celular, fez com que a mineradora deixasse de utilizar por dia, desde o início da pandemia, mais de 375 folhas de papéis, que serviam para fazer um checklist dos colaboradores e dos terceirizados. Por mês, a mineradora deixará de consumir cerca de 11,5 mil folhas de papel, em um ano, seriam 135 mil folhas a menos lançadas no meio ambiente.

O aplicativo também traz agilidade e segurança, já que não é mais necessário fazer o manuseio das folhas, colaborando para a preservação do meio ambiente. A criação do aplicativo foi uma iniciativa dos próprios colaboradores da MR Mineração, que perceberam a dificuldade no controle das informações, e a demora em separar as folhas do checklist todos os dias.

O técnico de segurança do trabalho, Anderson Gomides, que participou da criação da plataforma, enfatizou a otimização do trabalho, com a agilidade proporcionada pelo programa. “Gerávamos muito papel e tínhamos que conferir tudo até às 9h, para termos a certeza de que todos fizeram o checklist e estavam em plenas condições de trabalho. Também pesou a questão ambiental na geração de resíduos. Essa plataforma de prevenção do auto diagnóstico de covid-19 é segura e ajuda a auxiliar na realização de boas práticas da empresa”, argumentou.

Nayane dos Santos, que é técnica de enfermagem do trabalho, disse que o aplicativo é respondido. “Se o colaborador preencher que está com os sintomas do covid-19, o aplicativo já lança um ‘fique em casa’ e esses dados vêm para a minha plataforma. Aquele que está apto a trabalhar o aplicativo libera e ele apresenta a verificação no momento que é feita a aferição da temperatura na portaria. A eliminação do papel foi muito importante para o meio ambiente e para a saúde, já que o papel passava nas minhas mãos, do colaborador e do motorista”, afirmou a técnica que também ajudou a criar a plataforma.

Quem também enfatizou a criação do aplicativo e ajudou no desenvolvimento é a técnica de segurança do trabalho Joana Sena. “Para gente é questão de tempo, nós conseguimos agilizar o serviço e com isso, a gente consegue ficar mais em campo atendendo outras demandas. A aceitação foi muito boa e não tivemos dificuldades em adaptar. Ficou ótimo para quem faz o controle na portaria. E o legal, que é um aplicativo desenvolvido por nós. Não foi preciso comprar nada fora, isso é um ganho maravilhoso”, comemorou.